Sustentabilidade

Programa ProTerra de Produção Agrícola Sustentável

A Cert ID desenvolveu a certificação ProTerra, um padrão de Ética, Responsabilidade Social e Sustentabilidade Ambiental, com elementos de rastreabilidade e melhoria contínua. Ela tem como base os Critérios de Basiléia, Suíça, para a produção responsável de soja.

A Certificação ProTerra é aplicada à produção de soja e derivados no Brasil e abrange aspectos como Cumprimento de Leis e Responsabilidade Social, Manejo Ambiental e Técnico, Rastreabilidade e Melhoria Contínua.

Cert ID

Criada em 1998, a Cert ID é reconhecida globalmente como líder em Programas de Preservação de Identidade de Não-Transgênicos (não-GMO). A certificadora serve a um grande número de indústrias agrícolas, de rações e de alimentos, oferecendo auditorias e inspeções independentes, Certificação de não-GMO e de Responsabilidade Social e Ambiental, entre outras. O Sistema de Qualidade da Cert ID cumpre com as normas EN 45011 e ISO 65.

Programa de Produção de Derivados de Soja Não-Geneticamente Modificada com Identidade Preservada

A IMCOPA mantém um programa de monitoramento de toda a cadeia de produção, que permite a oferta ao mercado de produtos de soja sem o emprego de organismos geneticamente modificados (OGM).

O termo ''Identidade Preservada'' é empregado para caracterizar a metodologia adotada pela IMCOPA , que se inicia no controle das sementes adquiridas pelas cooperativas fornecedoras de soja e que se estende até a entrega dos produtos aos clientes.

O programa de monitoramento requer um grande investimento de recursos humanos, tecnológicos e financeiros para a realização dos planos de amostragem e de análises de laboratório.

Ensaios com kits de análises rápidas, baseados no princípio imunocromatográfico de detecção de proteína modificada, são empregados para controlar a produção nas lavouras e no recebimento da soja nos armazéns das cooperativas e nas unidades de produção da IMCOPA.

Durante o processamento nas unidades da IMCOPA, amostras homogêneas de soja e de todos os produtos derivados são compostas e enviadas aos laboratórios autorizados pela Cert-ID, em que análises quantitativas de DNA modificado são realizadas pela técnica de Reação de Cadeia de Polimerase (PCR) que visam a garantir que não existe OGM acima do limite tolerável. Os lotes dos produtos comerciais são, também, analisados pela técnica de PCR.

O conjunto de informações e certificados de análises de PCR, que asseguram que os produtos IMCOPA não contêm OGM, desde a origem da matéria-prima, armazenamento, até a entrega ao cliente, compõe os Certificados de Identidade e Rastreabilidade dos lotes comerciais.

Programa de Redução de Impactos Ambientais

A IMCOPA utiliza fontes de matérias-primas naturais renováveis, que se transformam em produtos também naturais, aplicáveis na nutrição humana e animal, na indústria de cosméticos e na de biocombustíveis.

Os produtores de soja e as cooperativas são orientados a respeitar os princípios da Certificação ProTerra. A IMCOPA foi a primeira empresa em seu ramo de atividade a obter esta certificação e, para mantê-la, tanto a empresa quanto seus fornecedores se comprometem a utilizar recursos de forma sustentável, com respeito aos trabalhadores do campo, evitando o desperdício de água, o uso inadequado de fertilizantes e defensivos agrícolas e com o compromisso de não produzir danos ambientais, como queimadas ou desmatamentos.

É do solo que vem a principal matéria-prima da IMCOPA. Portanto, é mais do que o seu dever preservá-lo, assegurando a continuidade e a sustentabilidade de toda a cadeia produtiva. A IMCOPA entende que esta é a melhor forma de contribuir para a manutenção do negócio e assegurar a qualidade do meio ambiente.

Pensando nisto, a empresa também desenvolve ações educacionais de conscientização dos colaboradores e adota tecnologias de produção seguras, sem desperdícios, e que possibilitem a redução do consumo de derivados de petróleo para a produção de energia.

Os efluentes líquidos são devolvidos à natureza após tratamento em plantas com tecnologia de última geração, que ficam sob monitoramento contínuo de laboratórios e órgãos ambientais responsáveis. Os efluentes são devolvidos aos mesmos rios onde a empresa faz a captação, mas em pontos anteriores, o que significa que a mesma água que foi devolvida pode ser captada novamente pela empresa e servir ao processo de produção.

Ações que a IMCOPA desenvolve para a preservação do meio ambiente

  • Coleta Seletiva e Reciclagem
  • A IMCOPA desenvolve um sistema específico de recolhimento de material reciclável - papéis, plásticos, vidros, metais e de resíduos orgânicos. O material, por ser previamente separado na fonte geradora, tem mais possibilidades de ser reutilizado ou reciclado.
  • A coleta seletiva dentro da empresa funciona, também, como um processo de educação ambiental, sensibilizando colaboradores e comunidade local sobre os problemas do desperdício de recursos naturais e da poluição causada pelo lixo.
  • Boas Práticas de Produção Agrícola
  • Como forma de cumprir com as normas do Padrão Internacional de Ética, Responsabilidade Social e Sustentabilidade Ambiental da certificação ProTerra, a IMCOPA se preocupa em manter as boas práticas de produção agrícola e processamento de seus fornecedores de soja.
  • Parceria com Prefeitura Municipal de Araucária
  • A IMCOPA - em parceria com a prefeitura da cidade onde está instalada sua sede - separa papéis de escritório que não serão mais utilizados, para que sirvam para a produção de cadernos escolares, distribuídos para alunos da rede pública de ensino. Fonte: Secretaria Municipal de Educação - Araucária.
  • Produção de Combustíveis Alternativos
  • Utilizando a soja como matéria-prima, a IMCOPA produz o álcool, que é aproveitado em seus processos industriais e também como combustível em sua frota de veículos. Também é produzido o melaço, que da mesma forma é usado como combustível, em suas caldeiras.

Programas de Saúde e Segurança do Trabalho

A segurança no trabalho é fundamental, e a IMCOPA se preocupa constantemente em oferecer condições seguras e saudáveis de trabalho. Para isso, desenvolve ações específicas e que envolvem a participação dos colaboradores, como:

  • Plano de emergência e equipe de brigada de incêndio, com suporte técnico de empresas especializadas, e treinamentos internos e externos periódicos.
  • Unidades móveis de serviços médicos para atendimento aos colaboradores durante a jornada de trabalho.
  • Equipe de técnicos de segurança e medicina do trabalho em todas as unidades, para acompanhamento e visitas técnicas.
  • Programa de incentivo e reconhecimento à comunicação de incidentes, por parte dos colaboradores, atuando de forma preventiva a ocorrência de acidentes de trabalho e patrimoniais.
  • Melhoria contínua no ambiente de trabalho e na segurança, por meio de constantes investimentos.

Programa de Boas Práticas de Fabricação e APPCC

Sistema de Análise de Perigo e Pontos Críticos de Controle da IMCOPA.

Dentre os programas de garantia da qualidade adotados pela IMCOPA, destaca-se o sistema APPCC - Análise de Perigo e Pontos Críticos de Controle, que deriva da sigla inglesa HACCP - (Hazard Analysis and Critical Control Points) -, que é uma abordagem preventiva de segurança alimentar, aplicada a produtos para nutrição humana e animal.

O APPCC inicia-se com um estudo prévio de todas as etapas que compõem o negócio da IMCOPA , desde as práticas agrícolas empregadas pelos produtores de soja, meios de transporte de matérias-primas e produtos acabados, armazenamento e processamento nas unidades industriais.

O estudo APPCC é conduzido por equipe multidisciplinar, capacitada e competente para identificar perigos e riscos associados a cada etapa da cadeia produtiva, estabelecer os limites de controle e também aplicar de medidas de proteção contra tais perigos, denominados Pontos Críticos de Controle (PCC).

A IMCOPA adota as recomendações do Codex Alimentarius no estabelecimento dos limites críticos de contaminações de produtos alimentícios e do PDV para os produtos para ração animal.

Os Pontos Críticos de Controle encontram-se identificados e os procedimentos de prevenção e monitoramento fazem parte do Sistema de Gestão Integrado da IMCOPA.

As recomendações de infra-estrutura e de medidas preventivas contra contaminações físicas, químicas e biológicas são definidas no Manual de Boas Práticas de Fabricação da IMCOPA, que serve de base para o treinamento e capacitação de todos os funcionários da Empresa.

Respirar inovação é uma das características da área de Pesquisa & Desenvolvimento. A área de P&D é formada por engenheiros, técnicos e projetistas que permitem à IMCOPA ter mais agilidade para atender às necessidades do mercado. As principais atividades do P&D são:

  • Pesquisa mercadológica de produtos derivados de soja com boas oportunidades de mercado e viabilidade de desenvolvimento, englobando também necessidades específicas de clientes.
  • Pesquisa e desenvolvimento de novos produtos, em escala laboratorial, por meio de diferentes processos de transformação como reações químicas, biotecnologia industrial, processos de separação e operações unitárias.
  • Avaliação qualitativa dos produtos obtidos em escala laboratorial e análise crítica para escolha das melhores opções.
  • Construção de plantas em escala piloto para produtos novos.
  • Escalonamento e avaliação da viabilidade de implantação de novos projetos em escala industrial, por meio de etapas como: definição do fluxograma industrial do processo, cálculo do balanço de massa e energético, avaliação do custo de implementação do projeto, avaliação econômica e retorno de investimento para tomada de decisão.
  • Gerenciamento de plantas industriais para novos produtos e processos, considerando a aquisição de equipamentos, obras civis, montagem e interligação, montagem elétrica e início de atividades.
  • Melhoria contínua dos processos existentes, redução de custos através do desenvolvimento de novas matrizes energéticas, desenvolvimento de novos produtos a partir de resíduos do processo, redução do consumo de insumos industriais e aumento do rendimento dos processos.
  • Adequação de todos os trabalhos executados conforme as normas internacionais pelas quais a IMCOPA é certificada.

ISO 9001

A ISO 9001 é um padrão de qualidade internacional que especifica requisitos para um Sistema de Gestão da Qualidade. A empresa precisa demonstrar sua capacidade para fornecer produtos que atendam aos requisitos do cliente e aos requisitos regulamentares aplicáveis.

HACCP

O HACCP é uma sigla internacionalmente reconhecida, que significa Hazard Analysis and Critical Control Point (ou Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle, em português) e tem como base uma metodologia preventiva, com o objetivo de identificar ameaças que possam afetar a qualidade do produto para o consumidor e apontar medidas para anular estes riscos.

Os sistemas de gestão certificados pelas normas ISO 9001 e HACCP demonstram o compromisso da IMCOPA com os requisitos de gestão da qualidade e da segurança alimentar, e com o cumprimento dos princípios de gestão de recursos financeiros, humanos e a adoção de boas práticas de fabricação na indústria alimentícia.

A manutenção dos certificados ISO 9001 & HACCP exige auditorias de órgãos certificadores com reconhecimento internacional, que avaliam periodicamente a conformidade dos procedimentos e práticas da empresa.

GMP (Good Manufacturing Pratices)

O GMP ou ?Boas Práticas de Fabricação? em português, é um sistema de regras de higiene pessoal e de controle produtivo que visa a aumentar o nível geral da qualidade dos produtos, tanto em relação aos processos quanto às pessoas envolvidas em sua produção. O GMP-PDV (Animal Feed) é um sistema semelhante, mas direcionado ao controle dos ingredientes destinados à produção de ração animal. A IMCOPA é certificada pelo PDV, Norma GMP B2, tendo os seus produtos classificados como seguros para alimentação animal.

Halal

Halal é um termo que vem do árabe - significa legal ou permitido - e é usado para designar a certificação dada a alimentos, aditivos alimentícios, cosméticos e produtos de cuidado pessoal. Tais produtos não podem conter álcool ou substâncias de origem animal, principalmente de suínos.

A IMCOPA possui a certificação Halal, concedida pela HAFFIA (Halal Food & Feed Inspection Authority). Ela é uma exigência para a venda de produtos às comunidades islâmicas de diversos países.

Kosher

A certificação Kosher, conduzida pelos líderes religiosos judeus (os rabinos) tem por objetivo assegurar que os alimentos consumidos por seu povo seguem os critérios prescritos no Torah, livro sagrado dos judeus. O termo Kosher vem do hebraico Kashrut e significa apto ou adequado.

A IMCOPA passa periodicamente por auditorias Kosher receber autorização para comercializar seus produtos cumprindo com as exigências do judaísmo.

Non-GMO

Alimentos Non-GMO são aqueles que comprovadamente não possuem modificações genéticas - ou seja, não receberam a adição artificial de genes de outros seres vivos em sua constituição.

A IMCOPA tem completo domínio sobre a manutenção da identidade de seus produtos, permitindo total rastreabilidade do fornecedor da matéria-prima. Para isto, conta com uma cadeia de fornecedores, sistema logístico, transporte portuário e distribuição certificada. A empresa também mantém um arquivo de amostras dos lotes de soja processada, caso um comprador deseje rever informações sobre determinado lote.

Desde 1998, a IMCOPA se dedica ao processamento de soja não-transgênica. Ela foi a primeira empresa no mundo a obter o certificado CERT-ID de garantia non-GMO e hoje é líder mundial na produção de derivados de soja não-transgênicos.